Recados

Deixe seu recado:

JUAREZ MACHADO DE FARIAS
enviado em 12/10/2020 08:01

EM TEMPOS DE PANDEMIA HÁ QUE TER MAIS ESPERANÇA PRA SE INVENTAR NOVO DIA COM ALEGRIA, CANTO E DANÇA. POR ISSO, OUÇO A CANTIGA QUE VEM DO PROGRAMA “AMIGA” QUE CLARY COSTA ME ALCANÇA! *********** Estou na audiência desse lindo programa, prezada CLARY COSTA, e celebro o primeiro Dia da Criança de minha filhinha EULÁLIA MADRUGA DE FARIAS.

Adriana Silva Fontoura
enviado em 09/10/2020 10:04

Parabéns pela programação da rádio! Quero escutar o Chote das Sete Voltas, com o Álvaro Neves. Adriana de São José. Manda um abraço para a invernada veterana do CTG Os Praianos.

Aloísio Silveira de Melo
enviado em 09/10/2020 09:31

Meu nome é Aloísio Silveira de Melo. Sou gaúcho de Uruguaiana e me criei entre o Rio Grande do Sul e Montevidéu. Gostaria de deixar um pensamento para refletirmos juntos, pedindo humilde licença para dividi-lo com os ouvintes da rádio Tertúlia que seguidamente eu ouço aqui em SC, onde moro hoje, no município de Lages, assim como eu ouço tantas outras. Será que nos dias de hoje, cabe ainda a doma bruta que machuca o animal no campo, o cavalo principalmente? O gaúcho gosta tanto de cantar que ama seu cavalo e que sem seu cavalo não é nada, mas presenciamos ainda em pleno ano de 2020, letras que falam em fincar as esporas no ventre do animal até ele se deitar no chão suando de tão cansado, com as orelhas murchas, pro peão pisar em cima... Quebrar queixo de potro, puxando o buçal para trás até o bicho não aguentar mais lutar e ceder à “superioridade” do domador humano e civilizado... Cortar o couro com as nazarenas pro animal aprender quem manda... Lutamos tanto para não aceitarmos mais machismos nas letras de músicas gaúchas, então porque ainda aceitamos letras que claramente, passam a mensagem que ainda podemos “judiar” dos animais? Hoje está comprovado que é possível amansar o bicho de forma tranquila, sem machucá-lo, sem forçá-lo a ficar cicatrizado física e mentalmente para o resto de sua vida. Se o cavalo soubesse a força que tem, nenhum humano conseguiria montá-lo! Eu sei por que me criei no campo! Rinhas de galo e rinhas de pitbull estão proibidas, pois comprovadamente machucam os animais, por puro esporte e diversão de meia dúzia de gente com pensamento que insiste em não evoluir do tempo das cavernas. Então porque ainda ouvimos letras que de forma clara, retratam maus tratos aos animais? Os animais são nossos companheiros que nos ajudam a evoluir como seres humanos e não para serem machucados. No fim das contas, os evoluídos, são eles e não nós! Obrigado por me darem espaço para o meu desabafo. Humildemente, Aloísio Silveira de Melo.

Immich Tecnologia
enviado em 09/10/2020 08:34

Buenas amiga Clary! Estamos escutando o programa aqui em Estrela-RS. Uma boa sexta e um bom final de semana para ti! Abraço dos amigos!

Evelize Carneiro Reisdorfer
enviado em 09/10/2020 08:27

Bom dia Clary! Hoje, gostaria de desejar toda a felicidade do mundo aos meus avós Carlos Galle Carneiro e Emilia Galle Carneiro que completaram 60 anos de casados ontem! Ofereço a eles a música A voz do Amor com Nilton Ferreira, e saudar as nossas origens e o amor que é base e alicerce de tudo isso. Um grande abraço!

Ademar Nogueira
enviado em 05/10/2020 10:02

Bom dia gauchada! Gostaria de ouvir, Romance da china bugra com o cantor Álvaro Neves. Um abraço do povo de Palhoça, Santa Catarina. Ademar e família.

© Desenvolvimento: www.windesigner.com.br